Incríveis fotos revelam a aura das flores


“A terra sorri nas flores.” (E. E. Cummings)

Feliz Primavera meus Amigos! Confiram nossa homenagem a vida que floresce em todos seu esplendor!

Fotografia Kirlian, “Kirliangrafia” ou, num termo mais moderno, bioeletrografia, é o método de fotografia descoberto pelo padre Landell de Moura em 1904. Sob a designação de “O Perianto”, ele descrevia minuciosamente os efeitos eletro-luminescentes do que muitos acreditam ser a aura humana.

Confiram o trabalho de Robert Buelteman, em fotografias que revelam a aura no reino vegetal, atravéz da Fotografia Kirlian.

Hoje em dia, criador de fotografias botânicas gloriosamente luminosas, Robert Buelteman talvez pudesse ser comparado com o Dr. Frankenstein, mas onde o Dr. F. tentou aproveitar o poder da natureza para reanimar tecidos mortos, Buelteman usa os caminhos da vida das células vegetais e tecidos para canalizar energia elétrica em uma exposição maravilhosa de luz, cor e energia.

Robert Buelteman “Eu não encontrei um nome ou descrição para o que eu faço, onde se encaixe bem, mas meu trabalho em sua essência é de exploração. Eu chamaria isso de uma viagem de descoberta entre a fronteira da arte e a ciência “.

Buelteman começa selecionando um espécime vegetal, normalmente cultivado em um jardim próprio para seus experimentos. Seu processo requer o uso de plantas vivas no momento das fotos para captar sua coroa solar ultravioleta extraordinária que é gerada pela passagem de eletricidade de alta tensão através da planta.

Trabalhando na escuridão total, Buelteman prepara o que ele chama de “a exposição da matriz”, entre os componentes do experimento estão duas bobinas de 40 mil volts de estado sólido Tesla.

Robert Buelteman vem aperfeiçoando seu processo por quase uma década, trabalhando como convidado no Instituto Santa Fé, no Novo México, Buelteman já publicou três livros de fotografias e onze publicações de edição limitada, seu trabalho pode ser encontrado em exposição permanente no Museu de Arte da Universidade de Yale e no Santa Barbara Museum of Art, da Universidade de Stanford.

Veja muito + AQUI!

Fonte: Environmental Graffiti
Tradução: Ronaldo Santos

Anúncios

2 Respostas

  1. Post excelente! muito bonito! Parabéns pelo site!

  2. Maravilhoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: