Uma bicicleta cultivada, não fabricada


O bambu pode ser um material um tanto questionável para fazer se bicicletas, mas alguns modelos muito descolados já andam por aí – existe até uma oficina de fabricação de bicicletas de bambu nos Estados Unidos. O aproveitamento das qualidades do bambu – material leve, forte e renovável – inspira o conceito desta bicicleta criada pelo estudante australiano de design Alexander Vittouris. Em vez de ser fabricada, a bicicleta “cresce”.

Em resposta aos custos energéticos relativamente altos com metal e com a montagem das bicicletas convencionais, a bicicleta Ajiro une a flexibilidade natural do bambu e o processo de crescimento ao ciclo de vida do produto. Usando técnicas de arboescultura, Vittouris prevê linhas de crescimento das estruturas de bambu que são “cultivadas” e esculpidas até assumirem sua forma final.

Segundo o site State of Green, a Ajiro será um “veículo cultivado”, moldado por tensão em um esqueleto interno, de maneira que as variações no processo de crescimento não terão de ser corrigidas por métodos que consumam muita energia, como vaporização ou calefação.

Além disso, a Ajiro possui uma capota sofisticada e e um espaço de armazenamento sob o banco que também são feitos de bambu trançado. Vittouri explica ao Australian Design Awards que a Ajiro também possui aprimoramentos em relação a outros velomóveis:

“O conceito de velomóvel implica uma fonte natural de força humana, que constrói uma ponte entre carros e bicicletas com a disponibilização de espaço de armazenamento e de uma cobertura protetora ao ciclista. Simplificando o pacote, as rodas traseiras da Ajiro atuam como mecanismos de direcionamento, enquanto a roda dianteira funciona como entrada de energia. Isso acaba com a complexidade de muitos veículos do gênero, que dependem de sistemas de corrente. Para conferir estabilidade em baixas velocidades, como exige o uso urbano, grande parte do peso do ciclista é posicionada sobre as rodas traseiras”.

Outras empresas já estão pensando na ideia de “deixar crescer, não fabricar”. Em geral, o design adorável da Ajiro, com uma nova visão inteligente – até mesmo de um meio já sustentável, como as bicicletas – pode ser desenvolvido para tornar sua fabricação menos poluente e dispendiosa em termos energéticos, e em mais harmonia com os processos e materiais naturais.

Fonte: Discovery Brasil

Anúncios

Luminária feita com livros


Confiram outros trabalhos do designer nova iorquino Ragip Erdem

* Antes de criar a sua própria luminária, procure livros que não estejam em condições de serem lidos ou doados.

Talheres feitos de garrafas plásticas


O Designer espanhol Oscar Diaz criou um conjunto de talheres feito de garrafas plásticas. O conjunto, chamado de “encontrado”, utiliza como base, garrafas plásticas, que são recortadas e cobertas com cobre estanhado e um revestimento metálico. A colher, garfo e faca, foram todos feitos com partes de garrafas encontradas em supermercados locais. As peças foram selecionadas para que os talheres fossem de fácil manuseio.

O processo de criação começa no supermercado onde as garrafas são selecionados por suas curvas. O uso dessas formas disponíveis, permite uma produção de lotes pequenos, sem a necessidade de qualquer molde. Cada conjunto é único devido ao corte manual de cada peça.

O resultado é uma mistura de artesanato com processos incomuns, o projeto nos leva a repensar a utilização de objetos existentes e olhar novamente ao nosso redor, descobrindo a beleza escondida no banal e nos objetos descartáveis.

O resultado são talheres simples e discretos com alma eco-friendly.

Fonte: Oscar Diaz

Eco Design – Incrível galinha feita com cascas de ovos


Fonte: kylebean

Eco-Chic: Leve a natureza para onde você estiver


Já teve vontade de carregar a natureza para onde quer que você vá? Pensando nisso a designer Collen Jordan criou uma inusitada coleção de colares vivos, que permitem cultivar brotos, suculentas e pequenas ervas bem de perto.

Fonte: Colleen Jordan

Lindas esculturas feitas com lâmpadas antigas


Simples, fáceis de fazer e muito criativas. Estas esculturas podem ser feitas utilizando lâmpadas velhas, simplismente colando-as com cola quente e amarrando com juta ou outro material para dar acabamento.

Que tal criar a sua?!

Fonte: Family Chic

Uma incrível casa inspirada na natureza


Esta casa em formato de concha é um projeto do arquiteto mexicano Javier Senosiain.

Localizada perto da Cidade do México, a Nautilus House, como é chamada, pertence a um jovem casal que deseja que  seus filhos vivam em uma casa inspirada na natureza!

Fonte: Athas