Tradições e culturas diferentes em contato com a natureza


“Cultura é a ampliação da mente e do espírito.” (Jawaharlal Nehru)

Anúncios

Um incrível escritório inspirado na natureza


Um escritório nada convencional, onde as tradicionais baias, deram lugar a bolhas inundadas por iluminação natural. As árvores são de verdade e surgem em meio aos espaços, nos lembrando que a natureza esta ao nosso lado.

Fonte: Athas

Maternidade Animal: Filhote de guepardo ganha mãe adotiva para sobreviver


O bebê guepardo não está mais sozinho


O pequeno bebê guepardo foi o primeiro guepardo a nascer no centro americano e em cativeiro no país desde 2005.

No entanto, ser filho único poderia significar a sua morte e por isso ele teve que ser separado da mãe, segundo a equipe do instituto.

Mamãe postiça


Por causa das dificuldades em amamentar um só rebento, ao terem apenas um filhote as fêmeas que vivem na natureza geralmente deixam o filho morrer e tentam cruzar novamente para produzir uma ninhada maior, o que faz com que a taxa de mortalidade dos pequenos guepardos na África, seu habitat natural, seja de 70%.

“Se tiver somente um filhote, a fêmea do guepardo não consegue produzir leite suficiente para alimentá-lo, e há um risco grande de ele morrer”, disse Adrienne Crosier, bióloga da instituição.

Novo irmãozinho


Depois do nascimento, os veterinários e pesquisadores do instituto decidiram criar o filhote durante 13 dias, longe de sua mãe, Amani, até que outra fêmea mais experiente, Zazi, desse à luz sua própria filhote, uma fêmea.

Para garantir que os dois bebês sobreviveriam, a equipe colocou o filhote macho dentro do cativeiro de Zazi, para ver se ela criaria os dois.

“Dentro de uma hora, estava amamentando os dois”, disse Crosier.

Carinho de mãe


Os dois filhotes estão saudáveis e serão examinados periodicamente para detectar possíveis doenças genéticas.

Eles devem ficar com Zazi por mais um ano até serem transferidos para outros centros de criação no país.

Devido à pouca variedade em seus genomas, os guepardos são frequentemente vítimas de vírus e doenças genéticas. Por isso, são classificados como “vulneráveis” na lista de animais ameaçados da União Internacional para Conservação da Natureza.

Risco de extinção


Os pesquisadores acreditam que há entre 7,5 mil e 10 mil guepardos no mundo, contra 100 mil no começo do século 20.

O procedimento fazer com que uma mãe guepardo “adote” um filhote não é simples e, segundo os biólogos do Instituto Smithsonian, poucas instituições americanas conseguiram.

Nos últimos cinco anos, segundo a equipe do instituto, os nascimentos de guepardos em cativeiro nos Estados Unidos diminuíram drasticamente, já que as fêmeas estão mais velhas e têm dificuldade para se reproduzir após os oito anos de idade.

Menos de 18% da população de guepardos criada no país já se reproduziu.

Fonte: Msn Verde

Eco-Chic: Leve a natureza para onde você estiver


Já teve vontade de carregar a natureza para onde quer que você vá? Pensando nisso a designer Collen Jordan criou uma inusitada coleção de colares vivos, que permitem cultivar brotos, suculentas e pequenas ervas bem de perto.

Fonte: Colleen Jordan

Dia da caça: Raposa atira em caçador para sobreviver


Parece impossível, mas não é: Um caçador durante sua caçada na Bielo-Rússia, perto da fronteira com a Polônia, avistou uma raposa a distância. Não hesitou e disparou um tiro certeiro. Mas o animal sobreviveu, quando o caçador se aproximou lhe dando coronhodas com a arma, o animal se recuperou e então começou a briga.


O homem, que não quis se identificar, tentou dar o golpe de misericórdia no animal, mas a raposa foi mais esperta e durante a briga pela sobrevivência conseguiu puxar o gatilho com uma de suas patas. Depois disso, o caçador baleado ficou deitado no chão e animal conseguiu fugir. Seus amigos o levaram para um hospital. Os médicos disseram que o homem não corre risco de vida.

Fonte: Dailymail

Maternidade Animal: O pequeno ursinho polar bebê nasceu


Pela primeira vez na semana passada, a mamãe ursa “Malik” persuadiu seu filhote de três meses a idade a sair de seu recanto acolhedor para uma pequena aventura ao ar livre, no Zoológico de Aalborg, na Dinamarca. 

Os veterinários do jardim zoológico ainda não haviam sido capazes de analisar com segurança o filhote, o sexo ainda é indeterminado. Infelizmente, o aquecimento global ameaça o habitat dos ursos polares, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), classificou o urso polar como vulnerável à extinção.

Fonte: Zooborns

As mais criativas casinhas de passarinho


Fonte: Flickr